A importância do técnico de segurança do trabalho

Conhecido pela equipe de operadores como “líder”, “instrutor” “chefe da cipa”, “olheiro” e até de “salva vidas”, o técnico de segurança do trabalho é uma figura muito importante para uma empresa, pois na falta dele não se pode fazer muita coisa na área da segurança pois ele é habilitado justamente para isso. Ele tem capacidade para atuar em todo tipo de empresa, sendo que algumas possuem até mais de um profissional, mas geralmente quem define a quantidade de técnicos que uma empresa vai ter é sempre o SESMT, conforme regra da NR4, pois deve ser avaliado o grau de risco que uma empresa oferece sob o número de trabalhadores que ela possui.
A profissão de técnico de segurança do trabalho é muito bem regulamentada pela Lei nº 7.410, de 27 de Novembro de 1985, por isso que comemora-se o dia do técnico de segurança do trabalho todo dia 27 de novembro. Algumas pessoas se confundem, mas um técnico de segurança do trabalho é diferente de um engenheiro de segurança do trabalho. Veja agora por quais funções um técnico de segurança do trabalho é responsável:

– Alertar o empregador sobre os riscos que a empresa pode oferecer no ambiente de trabalho e elaborar junto com ele medidas de prevenção para evitá-los ou saná-los completamente;

– Informar á todos os funcionários sobre os devidos riscos que a empresa pode oferecer no ambiente de trabalho e dizer á eles as medidas que deverão serem tomadas por eles;

– Avaliar as ferramentas de trabalho usadas pela empresa, os riscos que podem causar doenças de trabalho, bem como também fatores que agridem o meio ambiente controlando ou sanando isso de uma vez por todas;

Resultado de imagem para segurança do trabalho

– Formar programas de incentivo para prevenção de doenças ocupacionais e acidentes de trabalho dentro da empresa e acompanhar o resultado disso através de reuniões, workshops e outros meios, avaliando sempre a progressão da empresa para realizar cada vez mais melhorias;

– Realizar divulgações de ações de melhorias de segurança do trabalho entre os colaboradores da empresa e incentivar a participação deles em projetos que incentivem a cooperação de todos, tal como em palestras, treinamentos, seminários, curso de Segurança na Construção Civil NR-18, buscas no Wikipédia, etc. Tudo isso pode ser conseguido por meio de recursos didáticos como banners, panfletos informativos, placas, brincadeiras, mapas de riscos e etc;

– Implantar as normas de segurança do Ministério do Trabalho e de outras diretrizes conforme a necessidade da empresa;

– Cumprir com todas as normas de segurança do trabalho em todas as esferas;

– Promover um ambiente de trabalho cada vez mais seguro;

– Observar a forma que a empresa trabalha e se ela oferece as ferramentas de trabalho corretas para cada setor;

– Implantar medidas de prevenção de combate á incêndios;

– Realizar inspeções de hidrantes, extintores e de todos os equipamentos de segurança e combate a incêndio na empresa;

– Conscientizar os colabores sobre a importância de manter o ambiente de trabalho seguro bem como também a preservação de recursos naturais presentes na empresa;

– Fiscalizar se as atividades de higiene e medicina do trabalho estão em dia na empresa, seguindo corretamente todos os parâmetros legais sobre controle, eliminação e redução de riscos;

– Preservar o ambiente de trabalho seguro e com todos os equipamentos de segurança atualizados, bem como também manter o incentivo para que os funcionários usufruam sempre desses recursos;

– Manter a empresa atualizada a respeito das normas de segurança do trabalho;

– Planejar e organizar todas as atividades dos funcionários para que elas possam serem realizadas com segurança.

Essas e outras obrigações são pertinentes ao cargo de técnico de segurança do trabalho, pois ele é um funcionário como outro qualquer na empresa e não um agregado como muitos pensam.
Você pode conhecer essa e outras funções clicando na página: https://mundialcursos.com.br

 

Resultado de imagem para segurança do trabalho

100% livre de spam.